Acesso à informaçãoFaltam 23 dias para a Copa

Parabéns, Jardim Botânico do Rio de Janeiro! 210 anos!

Visitantes, servidores, colaboradores, amigos, autoridades, parceiros, líderes religiosos e  ex-dirigentes do Jardim Botânico do Rio de Janeiro celebraram os 210 anos da instituição em 13 de junho. Do lançamento de inovações tecnológicas e de novas trilhas até o parabéns com bolo de aniversário, o dia foi marcado pelo sentimento de confraternização e alegria.
 

As comemorações tiveram início às 9h, com a apresentação da Banda dos Fuzileiros Navais, que fez a alegria dos pequenos visitantes da Escola Municipal Julia Kubitschek. As equipes do Jardim fizeram uma pausa no trabalho para comemorar e apreciar a música em frente ao Museu do Meio Ambiente.


No Museu foram realizadas as solenidades. Os Correios lançaram o selo e o carimbo comemorativos dos 210 anos do Jardim, com o ministro do Meio Ambiente Edson Duarte, o coordenador de Comunicação dos Correios no RJ Leonardo Garcia de Lima e o presidente do JBRJ Sergio Besserman Vianna.


A arte do selo é de Denise Silveira a partir de foto de Alexandre Machado, ambos servidores de carreira do JBRJ


A Medalha Comemorativa dos 210 anos, feita de bronze, foi lançada com a quebra dos moldes, o que garante a edição exclusiva e limitada a 100 exemplares; a solenidade foi acompanhada pelo superintendente da Casa da Moeda Paulo Ricardo Mattos Ferreira. A medalha foi criada e modelada pelo designer da Casa da Moeda Luiz Henrique Peixoto Ferreira.

O ministro Edson Duarte foi o primeiro homenageado com a medalha, que também foi entregue aos ex-dirigentes do JBRJ Samyra Crespo, Carlos Alberto Ribeiro Xavier e Antônio Dantas Machado (representado por Cristina Camisão), ao deputado federal e ex-ministro Sarney Filho, ao diretor da Agência Nacional de Águas Marcelo Cruz e ao professor Lindolpho de Carvalho Dias, primeiro diretor da ENBT.


Edson Duarte recebe a medalha das mãos de Sergio Besserman Vianna


Carlos Alberto Ribeiro Xavier foi diretor do Jardim Botânico no período de 1983 a 1985

Inovações – Ainda na parte da manhã foi lançado o primeiro módulo do projeto Transformação Digital e Educação Ambiental do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, uma parceria com a Fundação Banco do Brasil, a Associação de Amigos do Jardim Botânico (AAJB) e o Banco do Brasil. O projeto engloba o aplicativo interativo de visitação para Android e iOS, a ampliação do wi-fi, a renovação do sistema das catracas e a contratação dos guias dos carrinhos elétricos. O aplicativo Jardim Botânico do RJ está disponível no Google Play e no iTunes.
 

Assista ao vídeo do projeto Transformação Digital e Educação Ambiental no JBRJ

Assista ao vídeo de apresentação do aplicativo de visitação


Representantes das instituições parceiras no projeto de inovação digital do JBRJ e convidados, Tomaz Mariani, presidente do Conselho da AAJB, Carlos Netto, diretor de Estratégia e Inovação do Banco do Brasil, ministro Edson Duarte, Sergio Besserman, Marcelo Cruz e Asclepius Ramatiz Lopes Soares, presidente da Fundação Banco do Brasil


O ministro Edson Duarte efetuou a primeira compra de ingresso com cartão de débito no Jardim Botânico, que se tornou o primeiro órgão público a aceitar esse tipo de pagamento graças a uma solução desenvolvida pelo Banco do Brasil.

Reunidos pelo bem comum - À tarde, o JBRJ inaugurou os Caminhos do Sagrado que abrangem o Jardim Bíblico e as novas Trilha Africana, com 19 espécies, e Trilha Indígena, com 17 espécies. A ideia por trás dessa iniciativa é a de que o visitante encontre no Jardim Botânico informações e conhecimentos de acordo com seus interesses, sejam eles científicos, históricos, sobre culturas ou tradições relacionadas às plantas.


Cultivando o diálogo e o entendimento entre diferentes tradições espirituais, o JBRJ contou com a presença do babalawo Ivanir dos Santos, o reitor da PUC-Rio padre Josafá Carlos de Siqueira, o pastor metodista Nelson Marriel, o líder indígena Xumay'a Kaka da etnia Fulni-ô e o rabino Dario Bialer na inauguração dos Caminhos do Sagrado


Servidores, colaboradores e convidados foram recebidos na entrada do Herbário pelo Coral Coroá, que apresentou músicas relacionadas à temática da água


A decoração do bolo foi baseada na medalha comemorativa dos 210 anos

Fotos; Alexandre Machado/JBRJ