Acesso à informaçãoFaltam 23 dias para a Copa

Artigos publicados

Elaborado por Rosana Simões Medeiros – bibliotecária
Núbia Aguilar – estagiária
Paulo Ricardo Alves Costa – estagiário

 

BARROSO, G.M. 1947. Chave para a determinação de gêneros indígenas e exóticos das Compositae do Brasil. Rodriguésia 10 (21): 67-115.

 

BARROSO, G.M. 1947. Um gênero novo da família das Compostas. Rev. Bras. Biol. 7(1): 113-115.

 

BARROSO, G.M. 1949. Praxeliopsis – Um gênero novo de Compositae. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 9: 175-178.

 

BARROSO, G.M. 1951. Estudo das espécies brasileiras de Trichogonia Gardner. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 11: 7-18.

 

BARROSO, G.M. 1952. Scropulariaceae indígenas e exóticas no Brasil. Rodriguésia 15 (27): 9-64.

 

BARROSO, M. G. 1953. Contribuição ao estudo das Compositaes brasileias. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 13: 6-21.

 

BARROSO. G.M. 1954. Contribuição ao estudo do gênero Cuphea Adan. Rodriguésia 16-17 (28-29): 193-209.

 

BARROSO, G. M. 1955. Compositae: Mutisia lutzii G. M. Barroso n. sp. Mem. Inst. Oswaldo Cruz 53 (2-3, 4): 357-358.

 

BARROSO, G.M. 1956. Araceae: Uma nova espécie de Philodrendron Schott. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 14: 267-271.

 

BARROSO, G.M. 1956. Espécies novas do herbário do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 14: 257-266.

 

BARROSO, G.M. 1957. Flora do Itatiaia: Boraginaceae. Rodriguésia 20 (32): 65-68.

 

BARROSO, G.M. 1957. Flora do Itatiaia: Verbenaceae. Rodriguésia 20 (32): 69-72.

 

BARROSO, G.M. 1957. Flora do Itatiaia: Solanaceae. Rodriguésia 20 (32): 73-88.

 

BARROSO, G.M. 1957. Flora do Itatiaia: Scrophulariaceae. Rodriguésia 20 (32): 105-110.

 

BARROSO, G.M. 1957. Flora do Itatiaia: Gesneriaceae. Rodriguésia 20 (32): 131-135.

 

BARROSO, G.M. 1957. Flora do Itatiaia: Lentibulariaceae. Rodriguésia 20 (32): 136-137.

 

BARROSO, G.M. 1957. Flora do Itatiaia: Compositae. Rodriguésia 20 (32): 175-241.

 

BARROSO, G.M. 1957. Araceae Novae. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 15: 89-98.

 

BARROSO, G.M. 1957. Compositae - O gênero Stylotrichium Mattf. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 15: 23-25.

 

BARROSO, G.M. 1957. Compositae. Flora da Guanabara. Rodriguésia 23-24( 35-36): 69-147

 

BARROSO, G.M. 1958. Mikania do Brasil. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 15: 229-233.

 

BARROSO, G.M. 1959. Considerações sobre o gênero Eupatorium L. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 10: 112-116.

 

BARROSO, G.M. 1959. Flora da cidade do Rio de Janeiro: Compositae. Rodriguésia. 33-34 (21-22): 69-155

 

BARROSO, G.M. 1960. Um novo gênero de Compositae. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 17: 19-20.

 

BARROSO, G.M. 1961. Araceae do Brasil. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 17: 5-15.

 

BARROSO, G.M. 1961. Compositae Novae. Rodriguésia 23-24 (35-36): 677.

 

BARROSO, G.M. 1961. Novitates Compositarum. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 17: 21-23

 

BARROSO, G.M. 1964. Uma Composta nova de Goiás. Sellowia 16: 173-174.

 

BARROSO, G.M. 1965. Leguminosas da Guanabara. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 18: 109-177.

 

BARROSO, G.M. 1965. Especie nueva de Anthurium (Araceae) originaria de Costa Rica. Bol. Soc. Venezolana de Ciencias Naturales 26 (109): 151-152.

 

BARROSO, G.M. 1965. De Compositarum novitatibus. Sellowia 17: 79-84.

 

BARROSO, G.M. 1968. Acanthosyris Paulo-Alvinii, uma espécie nova de Santalaceae. In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 19., 1968, Fortaleza. Anais. Fortaleza: Sociedade Botânica do Brasil, 1968. p.107-109.

 

HERINGER, E.P. ; BARROSO, G.M. 1968. Sucessão das espécies do Cerrado em função do fogo, do cupim, do cultivo e da subsolagem. In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 19., 1968, Fortaleza. Anais. Fortaleza: Sociedade Botânica do Brasil, 1968. p.133-139.

 

SOARES, M.A.F.; HERINGER, E.P.; BARROSO, G.M. 1968. Teste de germinação de sementes de buriti Mauritia vinifera Mart. In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 19., 1968, Fortaleza. Anais. Fortaleza: Sociedade Botânica do Brasil, 1968. p.127-131.

 

BARROSO, G.M. 1969. Novitates Compositarum II. Loefgrenia 36: 1-9.

 

BARROSO, G.M. 1970. Espécies novas de Anthurium Schott. Loefgrenia 46: [1-4].

 

BARROSO, G.M. 1970. Stifftia axillaris, uma nova espécie de Compositae. Loefgrenia 44: 1-2.

 

BARROSO, G.M. 1970. Sobre o colorido vermelho-purpúreo de Vernonia erythrophila DC. Bol. Mus. Paraense Emílio Goeldi 33: 1-7.

 

BARROSO, G.M. 1970. Margarethia, uma Secção nova do gênero Dioscorea L., com a espécie D. margarethia Barroso, Guimarães et Sucre. Loefgrenia 49: 2-7.

 

BARROSO, G.M.; ICHASO, C.L.F. 1970. Escrofulariaceas. Itajaí: Herbário Barbosa Rodrigues, 1970. 114p. In REITZ,R. (Flora Ilustrada Catarinense).

 

GUIMARÃES, E.F.; BARROSO, G.M.; ICHASO, C.L.F.; BASTOS, A.R. 1971. Flora da Guanabara: Flacourtiaceae – Olacaceae - Boraginaceae. Rodriguésia 38: 142-246.

 

BARROSO, G.M., GUIMARÃES, E.F.; SUCRE, D. 1971. Dioscorea pseudomacrocapsa Barroso, Guimarães et Sucre, uma espécie nova de Dioscoriaceae da Flórula do Estado da Guanabara. Rev. Brasil. Biol. 31 (3): 309-312.

 

BARROSO, G.M.; KING, R.M. 1971. New taxa of Compositae (Eupatorieae) from Brazil. Brittonia 23: 118-121.

 

BARROSO, G.M.; MAGUIRE, B. 1973. A review of the genus Wunderlichia (Mutisieae, Compositae). Rev. Brasil. Biol. 33(3): 379-406.

 

BARROSO, G.M., SUCRE, D.; GUIMARÃES, E.F.; CARVALHO, L.F.; VALENTE, M.C.; SILVA, J.D.; SILVA, J.B.; ROSENTHAL, F.T., BARBOSA, C.M.; ROSEIRA, A.N.; BARTH, O.M.; BARBOSA, A.F. 1974. Flora da Guanabara: Família Dioscoriaceae. Sellowia 25: 9-256.

 

BARROSO, G.M. 1975. De Compositarum novitatibus. Sellowia 26: 102-118.

 

BARROSO, G.M. 1975. Baccharidiopsis - um novo gênero da subtribo Baccharidinae Hoffmann (tribo Astereae). Sellowia 26: 95-118.

 

BARROSO, G.M. 1976. Subtribo Baccharidinae Hoffmann – Estudo das espécies ocorrentes no Brasil. Rodriguésia 40 (28): 3-273.

 

HERINGER, E.P.; BARROSO, G.M.; RIZZO, J.A; RIZZINI, C.T. 1977. A flora do Cerrado. In Ferri, M.G. (Coord.). Simpósio sobre o Cerrado: base para a utilização agropecuária. P. 211-232.

 

BARROSO, G. M., GUIMARÃES, E. F. Excursão botânica ao Parque Nacional de Sete Cidades, Piauí. Rodriguésia 53 (32): 241-267.

 

BARROSO, G.M. 1980. Um gênero novo da tribo Heliantheae (Compositae). Boletín de la Sociedad Argentina de Botánica, 19 (2): 7-11.

 

BARROSO, G.M. 1980. Irwinia – Um gênero novo da tribo Vernonieae (Compositae). Rodriguésia 32 (54): 11-14.

 

BARROSO, G.M. 1987. Calea saddiana. Uma espécie nova da Flora de Mato Grosso. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 28 (1986-1987): 195-198.

 

SOMNER, G.V.; BARROSO, G.M. 1988. .Serjania Mill (Sapindaceae) do Estado do Rio de Janeiro. Arq. Jard. Bot. Rio de Janeiro 29: 281-317.

 

BARROSO, G.M. 1990. Myrtaceae – Novidades taxonômicas. Bradea 5(35): 357-360.

 

BARROSO, G.M.; PEIXOTO, A.L. 1990. Espécies novas de Myrcia DC e Marlierea Cambes. (Myrtaceae). Acta Bot. Bras., 4(2):3-19.

 

BARROSO, G.M.; PEIXOTO, A.L. 1991. Novas espécies para o gênero Plinia (Myrtaceae). Atas da Sociedade Botânica do Brasil, 3(12):97-104.

 

BARROSO, G.M.; PEIXOTO, A.L. 1992. Espécies novas ou pouco conhecidas do gênero Marlierea (Myrtaceae) no Sudeste Brasileiro. Bol. Mus. Biol. Mello Leitão (N. Ser.), 1:83-96.

 

SOARES-SILVA, L.H.; BARROSO, G.M. 1992. Fitossociologia do estrato arbóreo da floresta na porção norte do Parque Estadual Mata dos Godoy, Londrina, PR, Brasil. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BOTÂNICA DE SÃO PAULO, 8., 1992, Campinas, SP. Anais. Campinas, SP, SBSP: p.101-112.

 

BARROSO, G.M. 1994. Myrtaceae do Sudeste do Brasil: espécies novas do gênero Plinia L. Napaea 10: 1-5.

 

BARROSO, G.M.; PEIXOTO, A.L. 1995. Nova espécie de Marlierea (Myrtaceae) do estado da Bahia. Rev. Brasil. Bot. 18 (1): 105-107.

 

BARROSO, G.M.; PEIXOTO, A.L. 1995. Myrtaceae da Reserva Florestal de Linhares, Espírito Santo, Brasil - Gêneros Calyptranthes e Marlierea. Bol. Mus. Biol. Mello Leitão (n.ser.) 3: 1-38.

 

BARROSO, G.M.; PEIXOTO, A.L. 1996. Uma nova espécie de Calyptranthes (Myrtaceae) da flora do Rio de Janeiro, Brasil. Acta Bot. Bras. 10(1): 79-83.