Acesso à informaçãoFaltam 23 dias para a Copa

Plantas

  • Bambu-bengala

    • Bambu-bengala
    • Bambu-bengala
    • Bambu-bengala

    Bambusa multiplex. Distribuição Geográfica: China e Vietnã Planta arborescente que atinge até 8 metros de altura. É utilizada na ornamentação de ambientes. Serve também para construção de barcos e varas de pescar.

    Banana

    • Banana
    • Banana

    Musa paradisíaca L. (Musaceae) Tem como sinônimo o nome de Musa sapientum L. De porte herbáceo, tem como característica principal um pseudocaule que parece ser um caule, mas na verdade a estrutura é formada pelo conjunto de bainhas das folhas enormes, superpostas, conhecido como tronco da bananeira. O gênero Musa tem cerca de 80 espécies, essencialmente tropicais. A banana é um fruto formado em sua maioria assexuadamente (os pequenos pontos pretos são óvulos que não se desenvolveram, abortados). A multiplicação ocorre naturalmente no campo, pela emissão de novos brotos. A banana selvagem produz sementes de tamanho grande e que são utilizadas quando se pretende induzir a criação de novas variedades e híbridos.

    Bastão-do-imperador

    • Bastão-do-imperador
    • Bastão-do-imperador

    Etlingera elatior (Jack) R.M. Sm. (Zingiberaceae). Distribuição Geográfica: Indonésia Ainge de 2 a 4 metros de altura, com folhas são grandes e alongadas e inflorescências grandes e eretas com flores vermelhas, de bordas amarelas. As plantas apresentam rizoma.O bastão-do-imperador é muito utilizado como planta ornamental. Pode ser cultivada em locais muito úmidos. Pode ser multiplicada por sementes ou por divisão das touceiras. Os postes da atual sinalização do Jardim Botânico foram inspirados nessa planta.

    Buriti

    • Buriti
    • Buriti

    Mauritia flexuosa L.f. Atinge de 15 a 25m de altura, com estipe (tronco) de 30 a 50cm de diâmetro; é a mais alta palmeira brasileira; sua presença na natureza indica existência de água. A madeira é moderadamente pesada e dura, de baixa durabilidade. É utilizada na fabricação de bebida vinosa; o broto terminal é comestível; o pecíolo e a bainha das folhas servem para ripas e construção de jangadas e a lâmina (limbo) para construções rurais,coberturas de ranchos; confecção de esteiras e redes. Floração: dezembro a abril. Distribuição geográfica: estado do Paraná, estado do Maranhão, estado do Piauí até o estado de São Paulo e estado de Mato Grosso do Sul.

    Cacau

    • Cacau

    Theobroma cacao L. (Malvaceae) Árvore de 6 a 12m de altura porém quando cultivada não cresce tanto, folhas alternadas, flores brancas, amareladas ou róseas. Do fruto é feito o chocolate. O fruto de grande valor econômico, tem formas de cápsula ovóide-oblonga de cor variável desde amarelo claro até vermelho escuro podendo atingir até 20 cm de comprimento de comprimento. A planta começou a ser cultivada na Bahia em 1746.

    Cajá-mirim

    • Cajá-mirim

    Spondias mombin L. (Anacardiaceae) Distribuição Geográfica: Brasil (região amazônica até o estado do Rio de Janeiro) Árvore de caule reto atingindo até 25 metros de altura, com tronco curto e muito ramificado de 40 a 60 cm de diâmetro e casca quase sempre acinzentada. Folhas compostas, alternas e grandes. A floração ocorre setembro a dezembro com flores aromáticas e hermafroditas e fruto amarelo-alaranjado. Sua madeira é leve, mole e fácil de trabalhar, sendo utilizada em carpintaria em geral. No norte do país é muito utilizado na construção de pequenos barcos A casca e os frutos tem propriedades medicinais, sendo os frutos também comestíveis e muito apreciados ao natural bem como no preparo de sucos, sorvetes, vinhos e licores.

    Cânfora

    • Cânfora
    • Cânfora

    Cinnamomum camphora Lecomte (Lauraceae) Distribuição Geográfica: China e Japão Árvore com até 25 metros de altura com folhas simples e alternas, flores pequenas de cor amarelada ou branca e fruto em baga. A madeira é utilizada principalmente na construção naval. A substância denominada cânfora, de cheiro forte, é encontrada em todas as partes da planta, principalmente nas folhas. Utilizada também em marcenaria de luxo e na confecção de móveis destinados à guarda de roupas, visto que é insetífuga e inseticida. A extração da cânfora é obtida através de destilação que gera dois produtos de valor, que são o óleo de cânfora, com uso industrial, e a cânfora cristalizada com usos medicinais e industriais, matéria prima da fabricação de celulóide. O aroma característico pode ser sentido ao se macerar folhas encontradas caídas no chão. Esta espécie foi uma das especiarias trazidas da Ásia.

    Capim-palmeira

    • Capim-palmeira

    Curculigo capitulata (Lour.) Herb. (Amaryllidaceae) Folhagem rizomatosa tipicamente tropical que apresenta touceiras, com folhas verdes, grandes, largas e plissadas, que lembram as folhas das palmeiras. As inflorescências são pequenas flores amarelas sob a folhagem e de pouca importância ornamental.

    Carqueja

    • Carqueja

    Baccharis trimera (Less.) DC.( Asteraceae) Utilizada em chás emagrecedores, chimarrão, aromatização de licores e vinhos e na fabricação de vassouras rústicas. A estética de seu caule, semelhante ao babado, é um atrativo para o paisagismo.

    Castanha-do-pará

    • Castanha-do-pará

    Castanha-do-pará